icon-newsletter

Dia 23: quando seu marido está doente

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” — Mateus 11:28


SEU DESAFIO:

Busque ao Senhor para dar a você forças em meio ao seu cansaço.


Por Gaye Clark

Lembra do dia do seu casamento? Você olhou nos olhos radiantes do seu amor e prometeu: “Na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, até que a morte nos separe”. Você escolheu dizer isso. Mas na realidade não tinha a menor ideia do significado dessas palavras. Você não vislumbrou câncer, doença renal em estágio terminal ou derrame cerebral quando prometeu cuidar do seu cônjuge, aconteça o que acontecer.

Agora seus dias são preenchidos com consultas médicas, quimioterapia ou radioterapia, raios-X e exames invasivos que tiraram o brilho do seu amado. Você ainda o ama, mas a doença está saindo caro cara você.

Deveria existir um termo de isenção de responsabilidade embutido nos votos matrimoniais: nenhum ser humano pode manter esses votos por sua própria força. Deus, em Sua grande bondade, mantém nossas promessas – nos levando ao fim de nossas forças, conduzindo-nos a Ele. Não podemos nos apoiar em nossas próprias forças, não importa o quão decididas estejamos.

Dada essa realidade, considere estes conselhos:

 

Desvie o olhar de suas circunstâncias.

Quando os discípulos pediram a Jesus para ensiná-los a orar, Ele respondeu-lhes: Ore assim: “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome” (Mateus 6:9).

Jesus não começou Sua oração com uma petição ao Pai para aliviar as necessidades mais urgentes deste mundo. Ele ensinou seus discípulos a começarem a orar louvando a Deus. Isso nos ajuda a lembrar que Deus é maior do que nossa dor e sofrimento e nos lembra de Sua santidade e poder.

 

Aceite conselhos bem-intencionados com cautela.

Sempre parece haver pessoas que chamo de “amigos de Jó”. Essas pessoas não andaram por onde você andou, no entanto oferecem conselhos rápidos e desinformados com pouco amor ou ofertas pessoais de ajuda. Se você encontrar uma amiga que parece não entender sua situação e cujas respostas prontas fazem mais mal do que bem a você, não discuta com ela. Um sorriso e um agradecimento serão suficientes. Guarde sua energia para coisas maiores.

 

Encontre um Arão.

Em Êxodo 17, Moisés diz a Josué para descer com seus homens e lutar contra Amaleque. Moisés, Arão e Hur subiram ao topo da colina, onde Moisés manteve as mãos erguidas. Enquanto Moisés mantinha as mãos erguidas, Israel prevalecia, mas seus braços cansaram. Arão e Hur tiveram que segurar as mãos de Moisés no alto para que Israel pudesse prevalecer. Se este homem, que viu Deus face a face, precisava da ajuda de seus irmãos, imagine o quanto mais nós precisamos da ajuda do corpo de Cristo? Encontre uma irmã que possa orar com você, que possa cuidar de você enquanto você cuida do seu cônjuge.

 

Reflita: Existem outras tarefas que podem ser delegadas a amigas e familiares?

Eu ouvi falar de um grupo de estudo bíblico de mulheres que patrocinava a ida de uma enfermeira particular, um dia por semana, a fim de que uma amiga delas pudesse ter uma folga do cuidado do marido. Alguém pode fazer suas compras ou sentar com seu marido enquanto você tira uma soneca? Providenciar transporte para uma consulta? Trazer refeições? Deixe que os outros a ajudem como puderem.

 

Lembre-se de que esta situação não é para sempre, mesmo que perdure.

Nossa dor não é eterna, nem inútil. Podemos não entender tudo que Deus está realizando com isso, mas Sua promessa para nós é tão real quanto nossa dor presente: “Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê” (2 Coríntios 4:16–18).

 

REFLITA E RESPONDA:

  • Passe algum tempo diante do Senhor em oração. Lembre-se de quem Ele é e medite em Seu poder e Sua força antes de apresentar a Ele suas necessidades.
  • Pense em uma irmã no corpo de Cristo a quem você possa pedir oração e apoio. Confie no Senhor para providenciar outros para apoiar seus braços e ajudá-la a perseverar.

 

Chamando as mulheres à liberdade, plenitude e abundância em Cristo. Aviva Nossos Corações é um ministério para mulheres, filial no Brasil da organização internacional Revive Our Hearts.

© 2022 Aviva Nossos Corações.