icon-newsletter

Superando a maldição das palavras

Por Nancy DeMoss Wolgemuth

As palavras de maldição incluem palavras proferidas por outros (ou até por nós mesmas), que possuem a intenção de causar danos ou prejuízo, de fazer você se sentir inferior, ou lhe desejar mal.

Considere o exemplo de Davi, amaldiçoado e denegrido por Simei em 2 Samuel 16. Simei acusou Davi erroneamente, atribuindo as circunstâncias de Davi e a perda de seu reino ao julgamento de Deus, aos supostos pecados cometidos no passado contra a casa de Saul. As palavras de Simei feriram!

Quais foram as palavras que lhe proferiram, ferindo ou lhe “amaldiçoando” indevidamente? “Você é tão atrapalhada… Você nunca será nada… Você nunca vai mudar… Você vai ser como sua mãe… Você nunca encontrará alguém para amá-la… Eu gostaria que você estivesse morta… Desejo que você nunca tivesse nascido… Você sempre… Você nunca…” etc.

 

Ser filha de Deus não a torna imune as ofensas das pessoas. A chave é como você responde a essas feridas. Existem duas respostas possíveis:

  1. Abisai, segurança e sobrinho de Davi, desejou atacar – revidar a ofensa (v.9)
  1. Davi, ao invés de se defender ou reagir violentamente, controlou suas reações. Ele reconheceu a soberania de Deus, recebendo e respondendo humildemente à maldição de Simei como se viesse do Senhor (vv. 10-12)

Como você responderá?

 

Como superar ou se libertar das palavras de maldição em sua vida

 

  1. Reconheça a benção de Deus
  • Ninguém pode te amaldiçoar sem a permissão de Deus (Números 22:12, 38; 23:8, 20, 23)
  • Independentemente do que os outros te façam, se você é filha de Deus, você é abençoada.
  • A benção de Deus é mais ponderosa que qualquer maldição do homem.
  • Através da cruz de Cristo, Deus tomou providências para libertar você de qualquer maldição. Nenhuma palavra amaldiçoada tem controle sobre sua vida.
  • Deus protege e perdoa os justos. Aqueles que vivem vidas santas não precisam se preocupar com maldições que venham pairar sobre eles.

 

  1. Analise a maldição
  • Qual a origem das palavras?
  • Enquanto você analisa as palavras ditas por outros a você sob a luz da Palavra de Deus, pergunte-se: “Isso é verdade? Isso está de acordo com o que diz Deus?

 

  1. Rejeite qualquer palavra que não é verdade
  • As maldições só terão poder se acreditamos nelas. Se elas não expressam verdades, elas não possuem força (Provérbios 26:2). Quando acreditamos nelas, damos poder a elas.
  • Faça a escolha de rejeitar palavras que não estejam alinhadas com as palavras de Deus.

 

  1. Renove sua mente
  • Talvez crianças não conheçam a verdade, mas os adultos são responsáveis por aprender a verdade.
  • Preencha seu coração e sua mente com as Verdades da Palavra de Deus (Filipenses 4:8-9). Troque as mentiras pela Verdade.

 

  1. Receba a benção de Deus
  • Mesmo quando você não consegue ‘sentir’ a benção de Deus, você pode recebê-la através da fé.
  • Depois de receber a benção de Deus, você está livre e capacitada para abençoar outras pessoas. (Veja o exemplo de Jacó — (Gênesis 48-49)

 

  1. Liberte aqueles que a amaldiçoaram
  • Nós libertamos os outros através do perdão.
  • O perdão nos liberta para que possamos viver uma vida vitoriosa nas bençãos divinas.

 

  1. Arrependa-se de qualquer maldição que você tenha proferido a outros
  • Palavras proferidas por Cristãos devem ser fonte de benção (Tiago 3:8-11; 4:11).
  • Falar mal de Cristãos é uma característica daqueles que não acreditam (1 Pedro 2:12; 3:16).
  • Seja cautelosa com o impacto de suas palavras sobre seus filhos ou seu cônjuge.
  • Não descuide de suas palavras. Evite brincar, provocar, criticar ou fazer “avaliações” constantes que deixem feridas. Não faça julgamentos precipitados ou tire conclusões sem avaliação – “tenha cautela para falar” (Tiago 1:19).
  • Tenha cuidado ao falar com crianças em público.
  • Tenha cuidado de como você fala de seus pais (Provérbios 30:11; 20:20), sogros, pastores, empregados, professores, obreiros Cristãos e membros da igreja, amigos e vizinhos, até mesmo de seus “inimigos”.

 

  1. Recuse devolver maldição com maldição
  • Combata maldições apenas com bênçãos (Romanos 12:14, 17-21).
  • O princípio bíblico é: você colherá o que semear (Gálatas 6:7). Se você abençoar outros, será abençoada. Se você amaldiçoar, também será amaldiçoada.

 

  1. Decida proferir benção
  • Profira bênçãos às pessoas. Seja proativa. Busque oportunidades para abençoar, dar suporte e encorajar.
  • Não profira bênçãos apenas para os outros, mas também sobre os outros.
  • Profira bênçãos específicas – pessoais e apropriadas (Gênesis 48:1-3, 15-16; 49:28). Enxergue o que Deus pode fazer pelas pessoas. Exerça fé em favor das pessoas, pois através da benção o futuro delas pode ser transformado (Hebreus 11:20-21).
  • Não pense apenas em dizer. Diga — agora! Não espere pelo funeral.
  • Apesar das oportunidades diárias de se abençoar, as bênçãos também são apropriadas em ocasiões especiais (aniversários, datas comemorativas, e etc.).
  • As bênçãos são especialmente importantes para aqueles sob sua liderança ou autoridade. (Esposas podem encorajar seus maridos a enxergar o valor que é abençoar seus filhos).
  • Palavras de benção provocam crescimento, promovem esperança e trazem cura.
  • As bênçãos fazem com que os corações se voltem para o “Abençoador” — nosso amoroso, fiel e justo Deus.

 

As palavras são poderosas, e podemos encontrar morte e vida no poder da palavra. Quando amaldiçoamos, humilhamos, diminuímos ou menosprezamos com nossas palavras, falamos mentiras — a linguagem do Diabo. No entanto, quando proferimos sobre a vida das pessoas a verdade encontrada nas Palavras de Deus, nós abençoamos.

 

Faça a escolha sábia de se tornar uma abençoadora!

 

Escrituras: 2 Samuel 16:9-12

Chamando as mulheres à liberdade, plenitude e abundância em Cristo. Aviva Nossos Corações é um ministério para mulheres, filial no Brasil da organização internacional Revive Our Hearts.

© 2020 Aviva Nossos Corações.