icon-newsletter

Um chamado à feminilidade bíblica

Por Nancy DeMoss Wolgemuth

Devido à revolução feminista moderna, o valor das mulheres passou a ser associado aos seus papéis na comunidade e no mercado. Relativamente pouco valor é atribuído aos papéis das mulheres no lar.

Hoje em dia, nenhum buquê de flores é entregue às mulheres por serem reverentes e sóbrias ou modestas e puras ou amáveis e tranquilas. As mulheres raramente são aplaudidas por amarem seus maridos e filhos, por manterem um lar organizado, por cuidarem de pais idosos, por serem hospitaleiras ou por realizarem atos de bondade, serviço e misericórdia. Em outras palavras, pouca atenção é dada aos tipos de realização que a Palavra de Deus diz que as mulheres devem almejar (1Timóteo 5:10; Tito 2:3-5).

A revolução feminista deveria dar maior realização e liberdade às mulheres. Mas não posso evitar de sentir uma tristeza pelo que se perdeu no meio de tudo isso, — ou seja, a beleza, a maravilha e o tesouro da distinta feminilidade das mulheres.

Não é surpresa que o mundo secular esteja tão confuso sobre o chamado das mulheres. O que acho mais angustiante é ver como o feminismo tomou conta do mundo evangélico.

A Revolução feminista na igreja

Assim como notáveis oradores cristãos, autores e líderes promovem uma agenda que incentiva as mulheres a definir  seu valor no local de trabalho, na sociedade ou na igreja, vemos o feminismo moderno infiltrado dentro do mundo evangélico. Esses mesmos líderes minimizam o papel das mulheres no lar como filhas, irmãs, esposas e mães. Eles não parecem enxergar o chamado das mulheres como pessoas que trazem e nutrem vidas, como cuidadoras, como aquelas privilegiadas para moldar o caráter da próxima geração.

Vemos o fruto dessa revolução em mulheres que estão sofrendo com divórcio, casando-se novamente e filhos desviados dos caminhos de Deus. Vemos isso em mulheres que estão exaustas de tentar conciliar as demandas de um ou mais empregos, a vida de mãe solteira e ainda tentando permanecer ativas na igreja. Vemos isso em mulheres desorientadas e confusas, que não vê propósito para suas vidas, e que estão profundamente feridas, cheias de dúvidas, ressentimento e culpa.

Sim, a revolução feminista chegou à igreja. E quando calculo todos os ganhos e perdas, não tenho dúvida que as mulheres têm sido as perdedoras.

Assim como seus maridos, seus filhos e netos. Assim como a igreja. Assim como nossa cultura perdida e incrédula.

Uma contrarrevolução da feminilidade bíblica

Há alguns anos, uma nova missão começou a tocar meu coração. Desde então, esperança e entusiasmo substituíram o sentimento de pessimismo e de ser engolida pela revolução feminista.

Um estudo do desenvolvimento do feminismo moderno (na verdade, o feminismo vem desde o Jardim do Éden) me impressionou com o fato de que essa revolução em massa não começou como uma revolução em massa. Começou no coração de um algumas mulheres com uma agenda — mulheres que estavam determinadas e intencionais em seus esforços.

Comecei a questionar o que poderia acontecer em nossos dias se pelo menos um pequeno número de mulheres dedicadas começasse a orar e confiar em Deus por uma revolução diferente — uma contrarrevolução — dentro do mundo evangélico. O que aconteceria se um grupo “remanescente” de mulheres estivessem dispostas a retornar à autoridade da Palavra de Deus, abraçar as prioridades de Deus para suas vidas e lares, e viver a beleza e a maravilha da feminilidade como Deus a criou para ser?

 Seu lugar na nova revolução

Ao contrário da maioria das revoluções, a contrarrevolução que eu almejo não requer que marchemos nas ruas ou enviemos cartas ao congresso ou mesmo formemos uma organização. Não exige que saiamos de casa. (Na verdade, para muitas mulheres, as chama de volta para seus lares.) Requer apenas que nos humilhemos, que aprendamos, afirmemos e vivamos o padrão bíblico da feminilidade, e que ensinemos os caminhos de Deus para a próxima geração.

Convido-as a fazer parte desta contrarrevolução, acreditando que no tempo de Deus as mudanças que resultarão serão mais profundas e em maiores dimensões do que qualquer uma das mudanças sociopolíticas que a sociedade já experimentou nesta geração.

Colocando em prática

Você sente um chamado no seu coração para essa contrarrevolução em favor da feminilidade bíblica? Se sim, seja um exemplo de uma mulher de Deus para o mundo. E ore para que outras mulheres também atendam ao chamado contrarrevolucionário.

https://www.reviveourhearts.com/articles/a-call-to-biblical-womanhood/

 

Chamando as mulheres à liberdade, plenitude e abundância em Cristo. Aviva Nossos Corações é um ministério para mulheres, filial no Brasil da organização internacional Revive Our Hearts.

© 2020 Aviva Nossos Corações.